ontem


era como se o sol tivesse morrido aquela manhã.
como se o cinza do céu, fosse reflexo da falta de cor de meus olhos.

eram três.
a distância.
o pecado.
e a carência.
a distância se consumiu até que não aguentou de saudade.
o pecado se mostrou cruel e inviável.
a carência se mostrou tão fria quanto as tardes de inverno.

a dor era grande demais pra suportar.as lágrimas escorriam da face como se fosse o último momento pra se chorar.
a dor sempre foi grande demais pra suportar.
a sensação de vazio era tamanha que o vácuo predominou minha mente.
a dor foi grande demais pra suportar.
nenhuma palavra aplacaria minha dor, somente as palavras que jamais ouvirei.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s