a graça de um poema sem graça


queria voltar no tempo.
passar cada momento que passei até te encontrar.
contar cada estrela e cada cometa que por mim passar.
só pra te dar a mais bela das jóias que eu puder alcançar.

queria voltar para a noite em que te conheci.
na noite em que eu sabia que a roda* iria girar.
queria ter te comigo denovo até a hora que adormeci.
mas acordar contigo ao meu lado, como se nada fosse mudar.

queria sentir na pele o seu toque novamente.
enquanto a música tocava do outro lado da rua.
os beijos e olhares que trocamos durante aquela noite.
e eu te imaginava vendo em meus olhos minha alma nua.

queria não te perder denovo.
queria correr por mares e ares para te ver.
queria poder gritar seu nome para que ouvisse todo o povo.
e ir embora, com um beijo na memória para a saudade ter.

Anúncios

Um comentário sobre “a graça de um poema sem graça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s