sobre o meu sentimento de apego pelas pessoas.


1.
7h da manhã, e ultrapasso os portões de ferro que um dia separaram a realidade de minha vida.
estar em meio à uma multidão e não reconhecer os rostos que me cercam.
hoje eu vi quem não via há mais de ano.
hoje eu não vi quem deveria ver, pois hoje faz um ano.
hoje eu me sentei calado na arquibancada, e enquanto olhava os rostos perdidos na multidão, vi que o olhos de anjo já não estão virados pra mim.
acho que apenas restou minha sombra.

2.
é um desabafo dizendo que tô cansado de ser apenas um substituto, e que estou partindo dessa pra uma nova vida, aonde eu choco, marco à ferro, e saio, deixando saudades e lembranças nos corações partidos daqueles que toco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s