a onda, o barco e a vida


you – eu não recomendo você ir numa onda! você tem que esperar o barco… ele é mais seguro.
me – mas as ondas são mais fortes e mais intensas… a calmaria do barco entedia meus sentimentos.
you – antes a calmaria do barco seguro, do que a intensidade das ondas momentâneas.
me – as ondas momentâneas marcam mais que barcos! momentos intensos sempre são mais perpétuos que calmarias eternas.
you – talvez. mas prefiro calmarias eternas! nelas eu posso me segurar mais!
me – prefiro surfar, cair… e voltar à onda, como um rei… do que estar seguro dentro de um barco com rumo determinado e finito.
you – talvez o barco não tenha rumo, talvez no barco hajam aventuras, aventuras mais marcantes, q um processo continuo, de cair e levantar.
me – jamais aventuras aonde se está preso e limitado, serão tão marcantes quanto as aventuras de estar solto e livre.
– solto e livre pra fazer operações repetitivas?
me – solto e livre para tentar novas manobras e pra viver novas ondas.
you – tudo o que você faz mais de uma vez, não pode se tornar marcante!
me – tudo marca de alguma forma… talvez com o tempo você não ligue ou não veja mais as marcas, mas continua sendo marcado no seu caminho.

maybe someday you understand me.

Anúncios

Um Comentário

  1. – talvez Dih, talvez ‘-‘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: