realidade cruel


nem sempre as coisas acontecem como agente planeja.
segredos são revelados e lágrimas são derramadas sem que abramos a boca.
a dor é latente e a raiva e a tristeza se misturam entre os gritos abafados de alguém.
o máximo que posso fazer é pedir desculpa por ser que sou e pelas coisas que faço.
mas lá no fundo, eu sei que não vai ser o suficiente, afina, a ferida já foi aberta.
como o sol que cai no final do dia.
não há como parar. só ignorar ou sofrer…
tentar esquecer e esperar que o dia nasca novamente.
talvez o tempo ou talvez uma boa conversa seja capaz de aliviar a dor, ou talvez só piore as coisas.
– o que hei de fazer?
me sinto perdido e sem ar diante das situações.
esperanças? talvez.
mas de nada adianta esperança agora.
é só esperar, esperar e esperar… infelizmente.

Anúncios

Um comentário sobre “realidade cruel

  1. eu estava perdida você me encontrou…
    eu estava sozinha e você ficou comiigo…
    eu estava sem objetivos, e você me deu um motivo pra voltar a sorrir!

    e hoje eu queriia poder fazer tudo isso por você…
    não sei se posso, mas sei que consigo… pode confiar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s