pássaro negro


dia após dia, noite após noite, eu estive preso, enjaulado em minha própria imagem de mundo perfeito.

agora este pássaro, finalmente, ganhou asas, mas não voou para muito longe e sim para o alto.
tão alto, que não podia mais ser visto como antes.
sumiu por entre as nuvens, que muitos questionaram sua existência e de suas asas.
mas mesmo desacreditado, o pássaro voou e voou, até que nem ele podia mais ver o chão.
pobre pássaro, agora se sentia sozinho, mas ao mesmo tempo se sentia forte e realizado.
e então, mais uma vez, o pássaro voou.
subiu aos céus e alí ficou.
tentando se acostmar com todo o vazio que lhe cercava.
o pássaro, então pensativo, sabia que, um dia, iria cair e que talvez não sobrevivesse à tal queda.
mas de uma coisa ele tinha certeza: hoje, ele estava no alto.
e… de tanto subir, o pássaro caiu.
caiu de tão alto, que talvez não tenha sobrado um pedaço para contar tudo o que o pássaro viveu.
era uma vez um pássaro, que sumiu em seus sonhos…

Anúncios

4 comentários sobre “pássaro negro

  1. perfeito, gosto muito dos seus textos..

    escreve algo pra alguem q ta muito machucado, e precisa de uma palavra pra reanimar! :/ Algo que esse alguem precise pra voltar a sorrir denovo , algo que deixe-o confortável novamente! :/ abraço!!!

  2. sonhos realizados as vezes nos fazem tão fortes e tão grandes, que acabamos mergulhados em poços escuros onde nos restam uma minuscula porção de solidão banhada em fraqueza!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s