sentindo a dor do adeus


os ponteiros do relógio andam devagar sobre o tempo e quanto mais as horas passam, mais a idéia de não voltar à meu antigo lar me machuca mais.
ver o scrap de uma amiga minha dizendo que irá sentir minha falta e que está triste pois perdeu um amigo me deixou abalado.
será que eu sou assim? será que esquecerei dos amigos que criei?
e não adianta, quanto mais eu penso e tento tirar da cabeça esses pensamentos, mais eles voltam e mais eles mexem comigo. mais eles consomem meu sono e meu coração. mais aflito eu fico.
tá, eu sei que é necessário deixar algumas coisas para trás para que possamos seguir em frente, mas será que tanta dor assim é necessária?
queria não ter que escolher. queria poder continuar no lugar em que estou e também ir para o meu novo lugar. me dividir em dois.
mas não posso. sou obrigado pelo destino à escolher, ainda que não tenha escolha.
sou obrigado à sentir o peso das decisões que tomei, das escolhas que tive e das atitudes que fui capaz. sou destinado à lembrar para sempre dos momentos que tive alí.
estou andando para o futuro, mas sempre estarei olhando para o meu passado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: