2: Boas Novas


sempre dizem que de gênio e louco, todos temos um pouco, então se formos pensar por esse lado, somos todos iguais. todos gênios e todos loucos. e trago boas novas: tanta descriminação é simplesmente em vão.
como se cada um tivesse seu próprio mundo e esperasse, um dia, mostrar para o outro aquele mundo pseudo-perfeito para o próximo. como se o outro fosse louco, quando, na verdade, cada um tem seu talento pra loucura.
são coisas que caem do céu, sem mais nem porquê, mas que ninguém sabe o que fazer. o que não fazer. e terminam, todos, se perguntando o que vai fazer?
senhoras e senhores, eu vi a cara da morte, a cara da dor e a cara da angústia. e elas estavam vivas. elas eram vivas como nenhuma outra.
e não adiantará metaforizar ou rimar qualquer coisa. fazer das tripas coração. e qualquer tentativa, será apenas tentativa.
“então, vamos pra vida”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s