a tua voz macia aplaca as dores


e todo meu sofrimento será aplacado quando eu te ver, de manhã cedo, ao meu lado, esquentando-me do frio que cobre meu corpo e meu coração. não haverá tristeza capaz de encobrir o brilho dos teus olhos ao me olhar e me mostrar o caminho mais iluminado, a água mais límpida e a sombra mais fresca. e se ainda houver sofrimento, o mesmo se renderá ao sabor de teus lábios nos meus.
e se eu cair, sei que estará do meu lado pra me levantar. e se entristecer, estará do meu lado à me animar. e se adormecer, estará acordada à me ninar.
e se um dia você se for, estarei aqui à te esperar, sol após sol, lua após lua, acordado na madrugada escrevendo poemas e histórias. pintando o amor impossível de um príncipe com o sol que se tornou possível, mesmo com toda a distância do infinito e do universo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: