quase lá


sinto teu corpo contra o meu,
e na penumbra o desenho nosso.
teus lábios me sugando,
e pernas entrelaçando.

e se misturam em sintonia e desejo,
o gosto do gozo e o beijo.
nas sedas que cobrem o teu corpo,
o rosto do amor e o lampejo.

minhas mãos dedilhando as cordas,
procurando o ritmo do seu corpo
e o violão,
fazendo sair notas e sons.

e se misturam em sintonia e desejo,
o gosto do gozo e o beijo.
nas sedas que cobrem o teu corpo,
o rosto do amor e o lampejo.

eis que surge o segredo descoberto,
e meus lábios tocam o seu.
tua carne engole a minha,
e teu corpo à mim pertenceu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s