independente


e se for negro ou se for branco,
seja postiço ou adestrado,
já não importa o quanto se fere.
agora tem o coração treinado.

e nas beiradas de uma rua,
intocável pelo fluxo de tanta gente,
anda devagar e com rumo próprio,
seguindo aquilo que lhe é pertinente.

eis um estranho que é feliz,
que não se prende, se poda ou segura,
anda somente com as próprias pernas,
e por isso que sua felicidade ainda dura.

não quer seguir modas ou leis,
só deseja dos outros ser liberto,
mas poucos sabem quem ele é,
pois sua essência só se vê de perto.

até que alguém criou coragem,
e lhe perguntou porque assim ele é,
sem nem demorar ou pestanejar,
ele lhe respondeu com a cabeça em pé:

“não me neguem mais a verdade,
pois meus olhos abriram de repente,
vou lutar e viver com todas as forças,
deixar meu coração bater independente.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s