O Caderno e Eu


Peguei meu caderno e meu lápis
para poder rabiscar no branco das páginas,
e esboçar um futuro que chamarei de meu.
Porém, depois de pensar e suar,
destruir a ponta do lápis e refazer,
notei que as páginas continuavam vazias
e que me futuro continuava em branco.
Olhei em volta então, e peguei o azul da caneta,
tentei, em vão, rabiscar as folhas pautadas,
mas a cor só se predia na capa.
Como se fosse uma metáfora bem feita,
percebi que o maldito caderno à minha frente
era eu.
Uma capa colorida por fora,
muitas coisas para serem escritas e ditas,
mas apenas páginas em branco se apresentam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: