21 Anos – 06


Diogo Moraes Pires da Costa

22:54 de 09 de abril de 2009, era uma quinta diferente
Nunca podia que aquela conversa conheceria
Aquele que mudaria a minha vida, era normal, aparentemente
Nascia ali uma amizade que jamais imaginaria
Conheci ali aquele que meses depois seria meu irmão gêmeo
O qual compartilharia tudo que passava dentro de mim
Quem iria me causar um incêndio e foi tão instantâneo
Aquele mudaria minha forma de enxergar o mundo enfim.

Quando dei por mim, éramos tão juntos que éramos apenas um
Eu comecei a escrever, eu me atirava mais, eu mudava
Ele me ensinou a me expressar, eu virava alguém menos comum
Me ensinou tanto que nem via como o tempo passava
Às vezes olho para aquelas antigas fotos, parece que se passaram anos
Mas quando procuro datas era tão recente,
Em tão pouco tempo eu tinha muito mais gosto pela vida, sem enganos
Nossa como você perturba a minha mente!

Ainda lembro-me de tanto sufoco que passei
De cada buraco que você me enfiou e de cada fossa que me tirou
Ainda tenho tudo que de você eu levei
Cada palavra, cada objeto, cada idéia, cada momento que passou
Me fez conhecer cada pessoa que nem sabia que gostaria
Depois de você sei quem devo depositar a minha confiança
Só você me faz me interessar pelo que já mais pensaria
Me fez ver que diante do mundo somos ainda uma criança.

Esses versos parecem que foram feitos para uma paixão, um amante, um amor
Mas é tão forte esse sentimento que parece
É que quem mora dentro de nossos peitos deixam nossas vidas com mais cor
Acho que confunde quem não te conhece
Mas é que você é tão importante para mim que nem ligo para o que pensariam
Você é aquele que está sempre de meu lado quando todos me ignoram
Quem ta perto quando eu choro, quando eu sorrio, quando todos me pisariam
Quem me faz rir quando estou triste, quem me xinga quando me exploram.

Nossa, eu poderia perder meu dia falando de você, o quanto te amo
Mas acho que você está cansado de saber
Dentro de todo esse tempo que agente passa junto e eu nem reclamo
Sem você não sei mais como iria viver
Obrigado por estar comigo, por ser quem você é, por sempre estar me protegendo
Acho que no fundo não quero falar apenas “feliz aniversário”
É muito mais complexo que isso e não sei como terminar o que estou escrevendo
Então deixarei o final muito vago, porque acharei necessário.

Lucas Mendes

Anúncios

Um Comentário

  1. Fugiram as palavras quando eu escrevia, creio até que engoli algumas dentro de meu poema.. mas você sabe que te amo demais ♥

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: