Mamutes versus Família


Era tarde da madrugada e enquanto eu vagava, deitado em minha cama, pelas linhas, ora tortas ora retas, do português correto, me flagrei, de assalto e sobressalto, sorrindo abertamente para um dialogo totalmente família e bem construído dos mamutes do filme “A Era do Gelo 3” em seus instantes finais.

Caí então no velho costume de escrever, usando e abusando de todas as virgulas que me cabe usar, sobre aquilo que se passava em minha cabeça, e foi então que notei, imerso em minha eterna dor de cotovelo a que me cabe enquanto poeta, que escrevi por não ter o que escrever, talvez por possuir uma relação familiar funcional ou talvez porque, em minha família, só houve espaço para pontos finais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s